Pular para o conteúdo principal

De volta aos trilhos

Depois de muito tempo, eu voltei a blogar sobre animes e mangás recentemente. Aos que leem este blog, já devem estar a saber de qual blog se trata, o Animetrônico. A transição para isso não poderia ter sido mais leve.

Eu fiquei muito tempo escrevendo sobre teatro, shows e outras coisas com as quais eu não conseguia criar um vínculo, algo que pudesse me dar um prazer ao escrever aqueles textos. Mas escrevi, mais pelas horas-pac, necessárias para eu terminar minha faculdade, do que de fato por querer. Não me arrependo, entretanto. Apenas que, se fosse hoje, teria recusado.

Isso agora é passado. Na mesma semana em que eu de fato comecei a trabalhar no Animetrônico, apareceu-me uma oportunidade para escrever sobre cinema - e só sobre cinema - num blog chamado CineSideral. Eu continuaria indo às cabines de imprensa que eu já ia cobrindo pelo antigo blog, mas agora eu só me preocuparia com o que acontece na sétima arte. Finalmente, algo que me desse prazer.

Posso dizer que agora, mais do que antes, estou feliz por escrever para blogs. Escrevo sobre meus animes e mangás no meu Animetrônico, escrevo sobre cinema no CineSideral. Sem um estranho cronograma a cumprir, sem cobranças gigantescas. Apenas escrevo do jeito que eu sei e assim sigo. Finalmente paz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um domingo qualquer

Geralmente eu costumo pensar sobre o que escrever em um primeiro post. Este não será o caso. Hoje, recomeço o meu site pessoal. Agora, volto a fazê-lo, dessa vez no Blogger. Não sou fã da plataforma. Não gosto muito da ideia de usar linhas de código que eu nunca vi na vida ao invés da dupla imbatível HTML e PHP que eu acabei me acostumando no WordPress, mas enfim.

Desistências e vitórias

Neste momento faz pouco mais de um dia em que meu blog sobre animes e mangás, o Animetrônico, está no ar. Houve muita coisa entre pensar no nome e começar o blog de fato. Muito aconteceu. Muito mesmo. Mas também foi um aprendizado sobre abrir mão de uma discussão mental pode me fazer avançar nos meus planos.